Espetáculo de dança inspirado na brincadeira do Cavalo Marinho anima a Pracinha de Boa Viagem

Foto: Divulgação

O Grupo de Danças Boi da Grande Loa apresenta amanhã (6), a partir das 19h, espetáculo de dança com coreografias, músicas e figuras inspiradas na brincadeira do Cavalo Marinho. Rodas, cordões, desafios, pisadas, trupés e encenação dos personagens Capitão Marinho, Ambrósio, Véia do Bambu, Mateus, Galante, Pastorinha são acompanhados por um conjunto musical de rabeca, zabumba, pandeiro e ganzá. A apresentação integra o Projeto Recife + Cultura da Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer da Prefeitura do Recife em parceria com o Grupo Parvi e incentivo da Lei Rouanet. A produção é assinada pelo Bureau de Cultura e a indicação é livre.

O Recife + Cultura existe há dois anos e as atividades acontecem semanalmente às quartas-feiras na Pracinha. As apresentações são feitas por grupos de dança e teatro de rua, reconhecidos como patrimônio histórico cultural. Nessa nova fase, a ideia é  ampliar e qualificar as ações tendo em vista o enorme potencial turístico da cidade que é considerada um dos principais destinos de eventos e polo cultural do Estado. Ao todo, serão 10 dias de apresentações, sempre às quartas, até o dia 18 de dezembro. Cada dia haverá uma atração artística diferente.

Além das apresentações dos grupos em Boa Viagem, o Projeto também conta com 5 ações de formação de plateia para alunos e professores da rede da rede municipal de ensino na perspectiva de disseminar e valorizar as manifestações da cultura pernambucana e garantir o acesso desse público às atividades. As apresentações nas escolas acontecem até o dia 8 de novembro. Na sexta (8), às 9h, Helder Vasconcelos e Boi Marinho se apresentam para os alunos da educação infantil na Escola Municipal Mércia de Albuquerque Ferreira, na Ilha do Retiro.

Todas as apresentações culturais contam com acessibilidade comunicacional para facilitar e permitir que pessoas com deficiência participem das sessões. Também há assentos prioritários, banheiros acessíveis, interprete de libras e um audiodescritor que faz a apresentação dos grupos com detalhes técnicos onde as pessoas com deficiência visual poderão acessar instrumentos, figurino, entre outros. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Artistas Digitais: Laís Xavier

Bairro da Várzea da exemplo de solidariedade durante a pandemia do Covid-19

Mais de 260 filmes Pernambucanos gratuitos para assistir em casa