sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

Cultura popular no 23ª edição do Encontro Nacional de Cavalo Marinho

 
17 Encontro de Cavalo Marinho 2011 / Foto: Ana Lira
Casa da Rabeca mantém a tradição e promove festa gratuita na segunda-feira (25.12)

Um dos mais antigos folguedos populares, o Cavalo Marinho, preserva sua tradição no Nordeste. Os brincantes espalham alegria e cultura nas apresentações, como as que acontecem, no dia de Natal (segunda, 25), na Casa da Rabeca do Brasil. O espaço mantém o calendário festivo anual com a 23ª Edição do Encontro Nacional de Cavalo Marinho, com acesso gratuito do público.

As apresentações começam às 20h, com show de abertura de Maciel Salu, filho do já falecido Mestre Salustiano, idealizador do espaço e criador do encontro. Durante a noite, se alternam grupos de cavalo marinho das diversas regiões do estado.


O Cavalo Marinho é uma variação do Bumba-Meu-Boi, típico da Zona da Mata nordestina e tem relação próxima com a religiosidade local, atingindo seu ápice na época natalina.  Com performances que envolvem música, teatro, coreografias e falas improvidas, e prestam homenagem aos Reis Magos, que na tradição cristã teriam visitado Jesus logo após o seu nascimento, trazendo presentes para a criança.

O Encontro marca o ciclo de comemorações natalinas da Casa da Rabeca, e é realizado pelo espaço desde 1995, por iniciativa do Mestre Salustiano, uma das mais emblemáticas personalidades da cultura popular do Estado. Desde o falecimento do rabequeiro, em 2008, o evento vem sendo realizado por seus filhos e netos, num movimento de reafirmação das raízes culturais na contemporaneidade. 

SERVIÇO:
23º Festival Nacional de Cavalo Marinho
Quando: segunda-feira, 25 de dezembro de 2017
Horário: 20h
Entrada gratuita.
Mais informações: 3371-8197


Nenhum comentário:

Postar um comentário