sábado, 1 de fevereiro de 2014

A alegria foi decretada, no Recife já é Carnaval

Um Carnaval misturado, com origens européias, africanas e indígenas, faz do Recife, a capital brasileira da alegria. Não é à toa que tudo começa muito antes do sábado de Zé Pereira, quando inúmeras agremiações, blocos, maracatus, escolas de samba, afoxés, grupos percussivos promovem suas prévias e assim a cidade começa a brilhar com a energia que chega à cabeça e acaba no pé. O frevo é de fato pernambucano e ninguém consegue ficar parado.

Nada mais justo então que o grande homenageado seja o multiartista Antonio Carlos Nóbrega e o próprio Frevo, hoje um bem imaterial da humanidade, título conquistado junto à Unesco. Assim sendo, tudo a partir de fevereiro é motivo para brincar ainda que a data oficial seja, neste ano, em primeiro de março.  E como o carnaval é muito contagiante, às vezes, basta uma brincadeira, uma piada, um pequeno punhado de gente junto para que surja um bloco no bairro, na rua e até mesmo numa roda de amigos, numa mesa de bar.

O recifense é assim: abre as portas para que a alegria tome conta da vida até que a ingrata quarta-feira de cinzas faça soar os sinos, avisando ao Rei Momo que é hora de partir.

A Agenda Cultural do Recife, para que todos possam logo começar a brincar com humor, fantasiado e com rostos pintados traz inúmeras dicas de prévias promovidas por blocos e clubes sociais.

Não há muitas palavras para definir o quanto o carnaval do Recife encanta. A única coisa a dizer é: venha viver e sentir a alegria que explode por toda a cidade, na festa mais democrática do planeta Terra.

Manoel Constantino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário