Espaço ciência leva prêmio nacional por divulgação da astronomia

 

O Espaço Ciência e Observatório da Sé ganharam o Prêmio Quíron de Prata, quarto lugar entre as instituições que promovem a divulgação da Astronomia no país. O Quíron é uma premiação simbólica entregue às entidades de Astronomia para estimular a produtividade no registro de observações técnicas e na realização de eventos de divulgação. Promovida a cada cinco anos pelo GaeA – Grupo de Apoio em Eventos Astronômicos, essa 1ª edição levou em conta as atividades desenvolvidas em 2018 e 2019.

Para atribuir as pontuações, o GaeA levou em conta registros de observações, eventos astronômicos, exposições, cursos, mobilizações e atividades diversas.

O Espaço Ciência, incluindo o Observatório Astronômico do Alto da Sé, garantiu um total de 24.480 pontos, à frente de instituições de tradição na Astronomia, como o MAST (Museu de Astronomia e Ciências afins) e o Observatório Nacional, no Rio de Janeiro. Ficou atrás apenas do IAG (Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas), da USP; do NEOA-JBS (Núcleo de Estudo e Observação Astronômica José Brazilício de Souza), vinculado ao IFSC; e da OBA (Olimpíada Brasileira de Astronomia), Rio de Janeiro.

"Esse prêmio é o reconhecimento do trabalho que o Espaço Ciência e o Observatório da Sé têm feito para popularizar o conhecimento da Astronomia. Infelizmente, 2020 foi um ano atípico e buscamos dar continuidade às nossas ações apenas de forma remota. Mas esperamos que tudo isso passe logo para retomarmos o contato com o público, as observações e os eventos", afirma Cleiton Batista, da Coordenação de Astronomia do Espaço Ciência e Observatório da Sé.

Ano Marcante - 2019 marcou o aniversário de 25 anos do Espaço Ciência e de 15 anos da reinauguração do Observatório Astronômico do Alto da Sé pelo Museu, em 2004. Foram mais de 68 mil visitantes apenas no Observatório, além dos mais de 120 mil que visitaram o Espaço Ciência e puderam dispor de experimentos como os da área Espaço ou desfrutar de uma sessão no Planetário. Em 2018, foram mais de 64 mil no Observatório e outros 100 mil no Museu.

Neste biênio, foram dezenas de atividades, eventos ou observações especiais: Dia do Asteróide, Semana Mundial do Espaço, Yuri's Night, Noite Internacional de Observação da Lua, 100 horas de Astronomia, temporada de férias em janeiro e em julho, monitoramento da poluição luminosa, celebração do centenário do Eclipse de Sobral, entre outros. Alguns eventos foram organizados em conjunto pelo Observatório da Sé e Espaço Ciência, a exemplo da Semana da Astronomia; Semana da Energia; Semana dos Povos Indígenas; Dia Internacional da Luz.

Além do trabalho cotidiano do Observatório da Sé junto ao público visitante, com observação de constelações, estrelas, planetas, sol ou Lua, vale ressaltar alguns fenômenos específicos. Foram dois eclipses totais da Lua no biênio; além de Superluas, chuvas de meteoros, eclipses parciais.

Ressalte-se ainda a ação itinerante do Espaço Ciência, com seu planetário inflável, que percorreu mais de 100 escolas e instituições diversas, a maioria delas no interior do estado, garantindo atendimento a quase 200 mil pessoas nestes dois anos.

Mais informações:

https://www.facebook.com/1074025326092865/posts/1741431102685614/?sfnsn=wiwspwa
https://gaea-quiron.blogspot.com/

 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

“CONFISSÕES URBANAS” UM EXPERIMENTO CÊNICO DIGITAL

FESTIVAL DE TEATRO DE IGARASSU ESTÁ COM INSCRIÇÕES ABERTAS

ACÚSTICO IMAGINAR