Combo X abre parceria com Valdi Afonjah “seguindo pela estrada iluminada”

 

No novo single, Combo X mergulha no reggae para criar uma canção envolvente e política nascida de trocas de mensagens durante a pandemia

Não tem auxílio emergencial que cure a usura do pecado capital”. Esta linha foi o pontapé do single “Seguindo pela estrada iluminada”, uma parceria contagiante e política do Combo X, de Gilmar Bolla 8 e Bactéria, e Valdi Afonjah, um dos pioneiros do reggae e da música negra no Recife. Composta de frente ao computador, através de trocas de mensagens entre os confinados Gilmar Bolla 8 e Valdi Afonjah, a música é um reggae viciante com toques de hip hop, percussão e experimentações eletrônicas. A faixa chega às plataformas de Streaming no dia 11 de dezembro.

Combo X

Um dia no estúdio mandei uma mensagem para o Valdi e começamos uma conversa sobre a Jamaica e a minha vontade de tocar lá com o Combo X. Comentei o quanto sou fã do Sizzla (músico jaimaicano). Valdi lembrou que nas suas viagens à Jamaica apresentou da Lama ao Caos (Chico Science e Nação Zumbi) e os músicos que estavam na hora pediram para ficar com o álbum. Aí, ele lançou o desafio para o Combo X gravar um reggae e eu aceitei na hora”, lembra Gilmar. “Alguns minutos depois recebi uma letra e ele pediu que eu colaborasse. Escrevi umas rimas e mandei de volta. Ainda no mesmo dia, finalizamos a letra trocando algumas mensagens”, resume.

Valdi Afonjah

Com a letra em mãos, foi a hora de convocar Bactéria que começou a experimentar nas melodias e fez a base dos arranjos. O single conta ainda com a colaboração de Thiago Brandão (guitarra e programações), Rinaldo Carimbó (percussão) e Izídio Lê (sopros). “Queríamos ir além do reggae e flertar com o hip hop, com a música negra e os ritmos pernambucanos. Acho que conseguimos”, conclui Bactéria. O resultado foi uma canção contagiante e envolvente, que chega a parecer um mantra mesmo tratando de questões políticas e de sobrevivência.

A capa do disco é uma atração à parte. A arte assinada por Renê Nascimento traz uma nota de 200 reais com um caranguejo e uma antena ao lado do lobo guará. 

A canção está disponível em todas as plataformas digitais.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ACÚSTICO IMAGINAR

“CONFISSÕES URBANAS” UM EXPERIMENTO CÊNICO DIGITAL

FESTIVAL DE TEATRO DE IGARASSU ESTÁ COM INSCRIÇÕES ABERTAS