FUNDAJ FAZ PARCERIA COM O PORTO DIGITAL

 

O Bairro do Recife Antigo ganha uma sala de cinema, o Cinema do Porto que será aberto ainda este ano

O cinema de arte, as produções documentais, experimentais e independentes ganharam mais uma sala em Pernambuco. Na última terça-feira (3), a Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj) oficializou a parceria com o Porto Digital. Com isso, a Instituição incorpora à marca Cinema da Fundação sua terceira sala de exibição: o Cinema do Porto.

Com 511 m² de espaço e 7x3 metros de telão, o novo equipamento conta com foyer e ampla sala de cinema. Ao todo, foram investidos R$ 1,3 milhão  nas obras de reforma do local e mais R$ 500 mil nos equipamentos. Para o público geral, foram preparados 138 lugares e outros quatro espaços reservados a cadeirantes. 

O presidente da Fundaj destacou a importância do acordo de cooperação. “Esse momento é importante não apenas pela assinatura para a administração de um equipamento localizado em um Estado com uma cena de cinema tão pungente, mas pela estratégica aproximação entre pesquisa, cultura, conhecimento e tecnologia. Que esse seja o primeiro encontro e que outros encontros existam entre a Fundação, o MEC e o Porto Digital. Estendemos nossa mãos, pois essa parceria será exitosa e outras virão”, celebrou Antônio Campos. 


   
 Antigo prédio do Bandepe abriga o Cinema do Porto

De acordo com o presidente do Porto Digital, Pierre Lucena, o funcionamento do equipamento é significativo para o cinema local e as pessoas que acessam a ilha do Recife. “Um equipamento em parceria com a Fundação Joaquim Nabuco é para a gente algo muito relevante. A gente vem conversando desde antes da pandemia, com dois grandes objetivos: um grande espaço para as 48 mil pessoas que trabalham no Bairro do Recife, mas, também, para aqueles que veem no fim de semana. O Recife Antigo é o bairro no coração de todo recifense. Estamos felizes de entregar isso para a população.”

Há mais de 20 anos o Cinema da Fundação é destaque na capital pernambucana pela programação diversificada. À frente da Diretoria de Memória, Educação e Cultura (Dimeca), da Fundaj, Mario Helio comemorou a ampliação do trabalho e consolidação da parceria. “É impossível fazer cinema senão no coletivo, no esforço de vários talentos e soma de muitos esforços. Este é um esforço coletivo. Sabemos o quanto tem sido difícil promover a cultura no mundo. O mérito de fazê-la, abrindo mais uma sala de exibição em um lugar tão emblemático ao País — que é o Porto Digital — nos alegra muito”, concluiu.

O Cinema do Porto ocupará o 16º andar do Edifício Vasco Rodrigues (Cais do Apolo, nº 222, prédio que abrigava o antigo Banco do Estado de Pernambuco, o Bandepe).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Zé Cafofinho lança TIRO DA ALMA, projeto inédito contemplado pela Aldir Blanc

COLETIVO CINERUAPE ESTREIA PODCAST NESTE SÁBADO (23)

Shopping Patteo Olinda recebe exposição de veículos em miniatura