Cais do Sertão comemora nas redes sociais Mês da Consciência Negra

 

Live especial sobre o Sítio de Pai Adão no dia 25 de novembro

Cada vez mais integrado com outras instituições culturais, gestores, artistas e acadêmicos, o Cais do Sertão firma boas parcerias neste mês de novembro. Com programação interativa nas redes sociais, todas as atividades no Spotify e Instagram do museu voltam-se ao Mês da Consciência Negra. O calendário de lives e playlists segue acessível e disponível gratuitamente para os seguidores.

Desde a integração do corpo educativo do Cais para as redes sociais, foi selado o compromisso de debater temas que envolvem gênero, raça, sexualidade e preservação da cultura popular junto aos internautas. Gestores, acadêmicos e artistas abraçaram carinhosamente as nossas ideias e agregaram ao exercício democrático do debate. Com programação dedicada à Consciência Negra, as atividades online lançam olhar sobre instituições culturais que preservam acervo da cultura afro-brasileira”, analisa a gestora do Cais, Maria Rosa Maia.

O mês se encerra com uma live especial sobre o Sítio de Pai Adão. A instituição cultural é a mais antiga casa de culto nagô de Pernambuco, além de ser uma das mais veneradas do Brasil, considerada uma das matrizes da nação de culto afro-brasileiro. Tombada pelo Governo Estadual em 1985, o espaço é o primeiro terreiro que prezou pela perpetuaçãode suas raízes e funcionou sempre como uma grande comunidade de negros africanos e de seus descendentes.

Manoel Papai

Durante a transmissão ao vivo, o educador Sandro Santos conversa com o babalorixá Manoel do Nascimento Costa, mais conhecido como Manoel Papai, sobre o espaço e a missão em continuar lutando pela preservação identitária do seu povo e cultura. A live acontece sempre no perfil do instagram do Cais, às 15h.

O mês da Consciência Negra também será lembrado com muita música. As playlists do Spotify do Cais contarão com participação de Moabia Ferreira, do Coco de Catucá, que assinará seleção especial sobre o Coco em Pernambuco. Já a educadora Thalita Mesquita, do time do museu, compartilha com o ouvinte repertório especial de artistas negros dos Estado. Todas as playlists podem ser acessadas facilmente na plataforma de streaming.

Além da programação online, o Centro Cultural Cais do Sertão, equipamento gerido pela Secretaria de Turismo e Lazer e Empetur, encontra-se aberto para visitação de quinta a sexta-feira, das 11h às 17h, e aos sábados, domingos e feriados, das 10h às 16h. Os ingressos custam R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia-entrada).

SERVIÇO

25/11 - Conexão Cais com Sítio de Pai Adão, às 15h, no @caisdosertao

Visitação: quinta a sexta-feira, das 11h às 17h; sábados, domingos e feriados, das 10h às 16h. Os ingressos custam R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia-entrada).  

Fotos: Chico Andrade

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ACÚSTICO IMAGINAR

“CONFISSÕES URBANAS” UM EXPERIMENTO CÊNICO DIGITAL

FESTIVAL DE TEATRO DE IGARASSU ESTÁ COM INSCRIÇÕES ABERTAS