Arte e cultura da Mata Norte de PE em debate no “Claro Que Tem”

 

Mery Lemos \ Foto Paulo Cabral

 

Encontros reúnem artistas, fazedores da cultura e especialistas do setor para diálogos em torno da produção cultural da região, com mediação do cantor pernambucano Lucas Torres

 

Música, audiovisual e manifestações culturais diversas da Zona da Mata Norte do Estado de Pernambuco ganham um novo espaço de difusão e debate em tempos de distanciamento social. Estreia nesta terça-feira (25/08) o projeto “Claro Que Tem”, da produtora Alcalinas Brisadas, de Goiana-PE, que reúne convidados para debates online gratuitos sobre inovações e soluções em produção artística, com enfoque especial na realidade da região.

A primeira temporada de lives começa nesta terça (25), às 20h, aborda Produção Musical Independente e traz um bate-papo entre a cantora e compositora Sam Silva (Goiana-PE) e as produtoras Mery Lemos (Carpina-PE) e Elayne Bione (Recife-PE / Santiago - Chile). A proposta é promover um intercâmbio entre artistas e produtores da Mata Norte e de outras partes do Estado e do mundo, de maneira a incentivar o protagonismo artístico na localidade.

Já na sexta (28), no mesmo horário, a conversa gira em torno de Ativismo Social e Político através do Cinema, com os diretores Caio Dornelas (Goiana-PE) e André Pina (Carpina-PE), e a produtora Eva Jofilsan (Recife-PE). Ao todo serão 12 lives reunindo nomes como Juliano Holanda, Valfrido Santiago, Enoo Miranda, Ezter Liu, entre outras personalidades que fazem a cultura acontecer na Mata Norte.

As lives acontecem no canal da Alcalinas Brisadas no YouTube, sempre com mediação do cantor e compositor goianense Lucas Torres, que define a iniciativa como essencial para os dias atuais. “Em tempos de isolamento, a arte do encontro é ainda mais valiosa, pois enriquece a cultura enquanto ofício e como ferramenta de resistência e afirmação. É um ambiente para debate e crescimento coletivo, sobretudo para a Mata Norte”, define.

SOBRE O PROJETO – O “Claro Que Tem” é um web programa de entrevistas da Zona da Mata Norte de Pernambuco, idealizado por Ilton Ferreira (sócio da Alcalinas Brisadas) e Lucas Torres, realizadores culturais de Goiana-PE. Foi veiculado entre 2015 e 2016, com entrevistas e bate-papos conduzidos por Torres. Em 2020, a iniciativa retorna em formato 100% online, difundindo conhecimento artístico durante o isolamento social.

 

SERVIÇO:

Lives “Claro Que Tem” – 1ª temporada

Debates sobre o fazer cultural na Zona da Mata Norte de Pernambuco

Quando: terças e sextas, às 20h

Onde: no canal do YouTube https://www.youtube.com/alcalinasbrisadas

Mais informações no Instagram @alcalinasbrisadas

Realização: Alcalinas Brisadas Produções

 

Programação da 1ª temporada:

 

LIVE 01 – terça, 25/08

“Alô, som, testando! Produzindo minha música: por onde começar?”

Com Sam Silva, Mery Lemos (Anilina Produções) e Elayne Bione (Planeas)

 

LIVE 02 – sexta, 28/08

“Luz, câmera, ação! Cinema, política e ativismo: o povo na tela”

Com Caio Dornelas (9Oitavos Produções), André Pina (Moenda Filmes) e Eva Jofilsan (Espiral Filmes)

LIVE 03 – terça, 01/09
“Festivais independentes: desafios para a difusão da arte na Região”
Com Edson Luna (Festival Trilhos Urbanos - Carpina) , Maylson Visionário (Colere Festival - Paudalho) e Sid Batera (Tipóia Festival - Tracunhaém)

LIVE 04 – sexta, 04/09
“Como nasce uma canção? Composição: inspiração x ofício”
Com os músicos e compositores Juliano Holanda, João Paulo Rosa e Valfrido Santiago

LIVE 05 – terça, 08/09
“O som e a palavra, das margens ao centro: uma revolução social através da arte.”   
Com o rapper/músico RT e os poetas Enoo Miranda e Geisiara Lima


LIVE 06 – sexta, 11/09
“Goiana, Terra dos caboclinhos. Identidade em xeque: resistência ou saudosismo?”  
Com os historiadores Francisco Marcolino e David Borges e a antropóloga Maria Acselrad

  

 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CONFISSÕES URBANAS HOJE NO YOUTUBE

COLETIVO CINERUAPE ESTREIA PODCAST NESTE SÁBADO (23)

Zé Cafofinho lança TIRO DA ALMA, projeto inédito contemplado pela Aldir Blanc