Galeria Janete Costa recebe mostras paraibanas na abertura da temporada 2020

Foto: Geraldo Goulart Neto

Equipamento cultural mantido pela Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Cultura e Fundação de Cultura Cidade do Recife, recebe duas mostras do estado vizinho 

A Galeria Janete Costa, localizada no Parque Dona Lindu, abre a temporada de exposições 2020 dando boas vindas à arte feita na Paraíba. Entre os dias 14 de março e 10 de maio, ficam em cartaz no equipamento cultural gerido pela Prefeitura do Recife, as mostras de Glauco Moraes, Diário Ancestral, e a coletiva III Art in Progress.

No inicio tudo era uma linha. Ainda negra, herança do apreço ao grafite e ao exercício de um domínio do desenho. A linha se torna signo, grafia autoral que se converte em dialeto. Inaugura-se um novo idioma. A linguagem, porém, aprisiona as pessoas. É com esse mote que Glauco Moraes apresenta ao público recifense um mapa da jornada que construiu o reconhecimento e o carinho pelo artista dentro de uma carreira e atuação artística ao longo dos anos.

“Pretendo celebrar a pintura de Moraes num conjunto voltado para a fase atual e as questões em torno de seu autoconhecimento numa forma de contemplação única de toda sua poética", explica Wagner Nardy, curador da exposição - a qual será aberta no dia 14, às 16h.

O dialeto criado por Glauco, cuja origem remonta a sua paternidade, conduzirá a linguagem organizando os conteúdo da mostra Diário Ancestral e atingindo o desconhecido, o mistério inerente a própria criação.

A exposição vem sendo tratada como um grande desafio, pois ocupará o museu que é um projeto icônico de Oscar Niemeyer para o Recife, buscando travar um diálogo com sua inigualável arquitetura. “Optou-se por tensionar ao extremo os temas do inicio da década deixando perceber que tudo, absolutamente tudo, continua por um fio. Palavras, ouro, paixão, prazer e recolhimento ganharão contornos monumentais neste projeto, no qual a glória é iminente para esses seres e territórios oriundos da obra Glauco Moraes", diz Nardy.

Art in Progress

A exposição coletiva Art in Progress: Novíssima Arte Contemporânea chega ao Recife com trabalhos que refletem questões étnicas, de gênero, derivas, colecionismos, registros urbanos, consumismo, memória afetiva, experiências estéticas e corporais - elementos essenciais aos experimentos visuais da arte contemporânea. Ela é uma mostra qualitativa da novíssima produção das artes visuais oriunda dos discente e/ou egressos da Universidade Federal da Paraíba.

As obras artísticas foram produzidas por estudantes e ex-estudantes dos cursos de Graduação em Artes Visuais da UFPB e do Mestrado em Artes Visuais da UFPB/UFPE e selecionados por uma comissão de seleção composta sob a Curadoria de Robson Xavier e Carlito Person.

Serviço

Exposição DIÁRIO ANCESTRAL, de Glauco Moraes
Abertura: 14 de março, das 16h às 19h
Período da mostra: 15 de março a 10 de maio

Terceira Art in Progress: Novíssima Arte Contemporânea
Galeria Janete Costa – Recife
14 de março até 11 de maio de 2020.
Curadoria: Carlito Person e Robson Xavier
Comissão de seleção: Carlito Person; Robson Xavier e Sabrina Melo.
Artistas selecionados: Aurora Caballero; Cris Peres; Conceição Myllena; Flaw Mendes; Guto Holanda; Inocêncio; Layla Gabrielle; Larissa Rachel e Lucas Alves.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Bairro da Várzea da exemplo de solidariedade durante a pandemia do Covid-19

HOJE TEM CANTO DE CASA

Artistas Digitais: Ivyson