Exposição de estamparia Brise se inspira na arquitetura moderna tropical


 
Divulgação
A mostra de Rita Azevedo e Mariana Pinheiro tem abertura no dia 22 de janeiro, às 19h, no Espaço Cícero Dias, do Museu do Estado e fica em cartaz até 1 de março. Público pode contar com ações de interatividade e a visitação é de segunda a sexta das 10h às 17h e sábado e domingos das 14h às 17h.
Idealizada pela figurinista Rita Azevedo e a designer gráfica Mariana Pinheiro a exposição "Brise", é composta por dez estampas que provoca a percepção da morte prematura da arquitetura moderna em edificações de Pernambuco, que teve como inspiração o livro "Obituário Arquitetônico - Pernambuco  Modernista" (2007), de Luiz Amorim.
O trabalho da dupla, que tem incentivo do Funcultura, se inspira no alerta do autor, que pontua o desaparecimento precoce de exemplares significativos da produção arquitetônica, artística e cultural de passado recente. Rita e Mariana levam para os tecidos formas e traços de brises soleils, jardins, pergolados, plantas livres e cobogós, fazendo referência ao conforto ambiental trazido por arquitetas e arquitetos no início do século XX, adaptando o movimento ao clima tropical brasileiro, e relembrando a importância destes elementos à organicidade da vida local e da conexão entre pessoas, natureza e edifícios.
A exposição é formada por nove colunas de tecidos em algodão de 6,5 metros de comprimento e 90 centímetros de diâmetro, penduradas no salão central do espaço Cícero Dias, aproveitando a iluminação natural das clarabóias presentes no teto do museu. O processo de impressão utilizado para compor as estamparias é a serigrafia, marcada por uma cartela de cores que foge às primárias comuns à arquitetura modernista, fazendo assim uma leitura atual e cheia de frescor. As dez estampas presentes foram nomeadas de Brise (título da mostra), CobogóPergoladoNaturezaCurva, Helicoidal, Norte, Agenciamento, Fachada e Humana.
Além das colunas para a apreciação da obra, Rita e Mariana propõem dois momentos interativos com o público. O primeiro é uma projeção de ilusão ótica, oferecendo ao visitantes a experiência de observar edificações modernistas em Pernambuco em seus projetos originais e, controladas por um interruptor, a incidência de imagens em azul e vermelho, revelando a mesma edificação em tempos atuais. “Isso leva o público a compreender a descaracterização do patrimônio arquitetônico, e, de certa forma, conscientizar sobre a importância da preservação do que nos resta para o reconhecimento dos outros e de nós mesmos como povo, nação”, colocam as autoras, que projetarão imagens de edifícios como a antiga sede da IBM, atual Tribunal Regional Eleitoral, na Avenida Agamenon Magalhães. A segunda ação interativa disponibilizará ao público papéis em tamanho A3, que estarão ao lado de carimbos grandes com cinco formas desenhadas pelas expositoras, onde cada pessoa poderá carimbar e montar livremente sua própria estampa. Os papéis serão aplicadas nas paredes, propondo ao público co-autoria da exposição.
Serviço:
Exposição Brise, de Rita Azevedo e Mariana Mesquita
Espaço Cícero Dias, do Museu do Estado
Abertura dia 22 de janeiro, às 19h. Fica em cartaz até 1 de março de 2020.
Horário de visitação: segunda a sexta das 10h às 17h e sábado e domingos das 14h às 17h.
Aberto ao público


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Bairro da Várzea da exemplo de solidariedade durante a pandemia do Covid-19

Artistas Digitais: Ivyson

HOJE TEM CANTO DE CASA