Musical mais premiado do País, “Bibi – Uma Vida em Musical” encerra turnê no Recife




Serão três sessões no Teatro Guararapes, dias 18 e 19 de outubro. Ingressos estão à venda a partir de R$ 37
“Não consigo lembrar de mim fora de um teatro”, dizia Bibi Ferreira. Foram 96 anos de vida, 76 como atriz, cantora, diretora e produtora. A trajetória pessoal e profissional dessa estrela brasileira só poderia ser contada e celebrada levando para o palco o próprio palco, das companhias de comédia, do teatro de revista, dos grandes musicais e do teatro engajado em que ela atuou. Musical mais premiado do País, com 107 indicações e mais de 40 estatuetas, entre elas o Prêmio APCA (Melhor Atriz), Prêmio Reverência (Melhor Atriz e Direção Musical) e Broadway Awards (Melhor Musical e Canções Originais), "Bibi - Uma Vida em Musical" encerra no Recife sua primeira turnê com três sessões, dias 18 (às 21h) e 19 (às 17h e 21h) de outubro, no Teatro Guararapes. Ingressos estão à venda a partir de R$ 37.

Amanda Acosta vive Bibi no palco. A atriz paulistana foi Eliza Doolittle na montagem paulista de “My Fair Lady” de 2006, o mesmo papel que Bibi Ferreira fez na primeira montagem brasileira da peça americana. Integrante do Trem da Alegria de 1988 a 1992, Amanda é atriz de cinema, TV e teatro musical: fez “Essa é a Nossa Canção”, “Baby, o Musical” e “4Faces do Amor”, todas sob direção de Tadeu Aguiar. Com ela em "Bibi", 16 atores integram o elenco.

No espetáculo, a história familiar, profissional e amorosa de Bibi Ferreira se enredam. A formação em música, dança e línguas estrangeiras foi estimulada pela mãe, Aida Izquierdo, bailarina espanhola. A estreia profissional no teatro, aos 19 anos, se deu pela mão do pai, o ator Procópio Ferreira, em papel escrito por ele para a filha. Assim, "Bibi - Uma Vida em Musical" percorre todas as fases da vida da diva, da escolha do seu nome, sua preparação para os palcos, os espetáculos musicais, como os inesquecíveis “Gota d’Água”, de Paulo Pontes e Chico Buarque, “My Fair Lady”, “Alô Dolly” e “Piaf, a Vida de Uma Estrela da Canção”,  seus casamentos, o nascimento da filha única, Tina Ferreira,  as viagens para Portugal e Inglaterra a trabalho, a homenagem da escola de samba Viradouro até sua chegada a um teatro da Broadway, aos 90 anos.

Artur Xexéo [“Cartola – O Mundo é um Moinho”, “Eu Não Posso Lembrar Que Te Amei – Dalva e Herivelto”, “Hebe, o Musical”] avalia a importância de Bibi Ferreira na profissionalização do ator no Brasil: “Em relação ao teatro musical, ela foi, sem dúvida, a primeira atriz brasileira pronta para o gênero. Antes dela, havia as vedetes de revista, não necessariamente atrizes", diz o coautor do texto. Sob direção musical de Tony Lucchesi [“60! Década de Arromba – Doc. Musical”, “Eu Não Posso Lembrar Que Te Amei – Dalva e Herivelto”], oito músicos interpretam 33 canções, das quais cinco foram criadas para o espetáculo, letra e música, por Thereza Tinoco. As composições de Tinoco já foram gravadas por Simone, Ney Matogrosso, Lucinha Araújo, entre outros. Sua canção "O Viajante" foi tema do personagem de Tony Ramos, na novela "Baila Comigo", da TV Globo. Compôs para vários infantis, para "Fica Combinado Assim", de Herval Rossano, e dois números musicais para "Bibi in Concert Pop, III", a pedido de Bibi Ferreira. A direção geral é de Tadeu Aguiar [“Quase Normal”, “Ou Tudo ou Nada”, “Essa é a Nossa Canção” , “4Faces do Amor”, “Para Sempre ABBA”].

Serviço:
Bibi – Uma Vida em Musical
Dia 18 de outubro (sexta), às 21h
Dia 19 de outubro (sábado), às 17h e 21h
Teatro Guararapes - Centro de Convenções de Pernambuco
Informações: (81) 3182.8020
Duração:  165 minutos
Indicação: 10 anos

Ingressos:
Plateia Especial: R$ 124 e R$ 62 (meia)
Plateia: R$ 94 e R$ 47 (meia)
Balcão: R$ 74 e R$ 37 (meia)

* À venda na bilheteria do teatro (segunda a sábado, das 9h às 17h), lojas Ticketfolia (shoppings Plaza, Recife, Tacaruna, RioMar, Boa Vista) e www.eventim.com.br.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Artistas Digitais: Laís Xavier

Giro Literário infantil: 10 eBooks para suas crianças

Frei Caneca estreia entrevistas por meio de lives no Instagram