“Vidas paralelas, Olhares dissonantes” na Arte Plural Galeria


Exposição une os artistas Humberto Magno e Jairo Arcoverde. 
Vernissage no dia 27 e abertura ao público no dia 28
A arte é, por si, um elemento de contestação. Para alguns artistas, isso assume um papel quase de dogma, permeando todas as suas criações, expondo ideias que confrontam a unanimidade.   Em seus momentos próprios, os artistas Humberto Magno e Jairo Arcoverde enfrentaram o senso comum e ousaram. Esse embate está na exposição “Vidas paralelas, Olhares dissonantes”, na Arte Plural Galeria, com vernissage marcada para o dia 27 de agosto, e abertura ao público no dia 28 de agosto.
Com curadoria de Raul Córdula, a mostra apresenta trabalhos que representam um resgate de artistas que verdadeiramente contestaram o que era considerado o olhar da elite da arte no Recife nos últimos anos.   “Humberto Magno e Jairo Arcoverde, ao lado de tantos outros, desobedeceram a este status quo, mostrando que nem toda arte reflete o pensamento de uma elite”, diz Córdula.
Esse movimento contestador está por toda parte na exposição. As obras de Humberto, guaches sobre papel, são como uma viagem na sua trajetória, com reflexões sobre a figura, ensaios sobre paisagens e a presença indefectível de seus “quadradinhos coloridos”, que fizeram parte de seus trabalhos por muitos anos.

O olhar provocador está também nos trabalhos de Jairo, pinturas em tela, em papelão, com cores vibrantes e dimensões que intrigam.  Um conjunto de pinturas maiores feitas com espátulas, abusando de um geometrismo simbólico e totalmente atual.
A união dos dois artistas, ressalta Raul Córdula, manifesta a multidisciplinaridade do universo da arte deles, autores de vasta obra e de intensa vivência com a linguagem pictórica e provocações metafóricas.  
Raul Córdula ressalta: “Eles abriram as portas da linguagem para a apresentação de possibilidades imensas que visavam o futuro da arte. São mestres no sentido mais zen da palavra, isto é, mestres que nunca se consideraram assim”.
“Vidas paralelas, Olhares dissonantes” abre ao público geral a partir de 28 de agosto e vai até o dia 5 de outubro, com entrada gratuita, no horário de funcionamento da Galeria. De terça a sexta-feira, das 13h às 19h, e aos sábados das 14h às 18h

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Artistas Digitais: Laís Xavier

Giro Literário infantil: 10 eBooks para suas crianças

Frei Caneca estreia entrevistas por meio de lives no Instagram