Espaço Carol Lemos abre vagas para Oficina de Teatro Musical




Recife será palco da “Oficina de Teatro Musical: Canta, Dança, Sapateia, atua”, que acontece de 11 a 15 de setembro, das 9h às 17h, no espaço Caro lemos Dançarte, nos Aflitos. A oficina tem intuito de atrair cantores que se interessam em conhecer uma nova modalidade de canto, que vem crescendo com a ascensão do teatro musical, (Belting).

As aulas são ministradas por profissionais de renome em suas respectivas áreas: sapateado, com Marcelo Santos; canto, com Vitor Philomeno; dança, com Madson de Paula; e teatro, com Quiercles Santana.

O investimento é de R$ 600,00, podendo ser parcelado nos cartões de crédito ou via depósito bancário. O valor promocional é R$ 550,00, se a primeira parcela for paga até o dia 31/08, podendo ser dividido em 3 vezes de R$ 183,00. As vagas são limitadas e direcionadas a profissionais e estudantes de teatro, canto e sapateadores, que visem aperfeiçoar suas áreas e conhecer e aprender as demais.  

A Oficina “Teatro Musical – Canta, Dança, Sapateia, Atua” oferece aos inscritos, cinco dias de trabalho intensivo, onde todos usufruirão das quatro modalidades (Canto, Teatro, Dança e Sapateado).  Com dois turnos de atividades por dia, a oficina traz não só a troca de experiências entre profissionais especializados em diferentes ramos, mas também a possibilidade de convergir suas disciplinas agregando valores que a interdisciplinaridade traz.

A produtora da oficina, Isabela Leão, destaca que a proposta do projeto é trazer a junção dos elementos para o público que se interessa em trabalhar nessa área que já chegou ao Brasil. “O projeto oferece aos participantes muito mais do que um intercâmbio cultural, é uma oportunidade de desenvolvimento de artes integradas para a contação de uma história segundo a vertente do teatro musical”. Segundo ela, é notória e crescente a necessidade de capacitação nesta área, tendo em vista o ‘boom’ dos musicais no Brasil, cuja demanda vem aumentando. Tal fato pode ser observado diante da quantidade de quadros em programas de TV (‘Dança dos Famosos’, ‘Show dos Famosos’) e realities shows (‘Cultura o Musical’) na própria TV aberta direcionados para essa finalidade”, pontua.

Isabela comenta ainda que, trata-se de uma ação que visa apresentar uma nova ideia de pensar o canto, a dança e o teatro, convergindo ambas para a mesma direção e agregando os conhecimentos. No atual cenário brasileiro, a modalidade “Teatro Musical” é crescente. Entretanto ainda há poucos grupos no Recife que arriscam tal modalidade com qualidade, tais como: a “Dispersos” Cia de Teatro, e o “Grupo Vida”, entretanto esse segundo, por vezes importa mão de obra de São Paulo (SP).

OS INSTRUTORES DA OFICINA
Marcelo Santos – Formado em Educação Física, PELA PUC Campinas-SP, Integrou a Galpão 1 Érika Novachi Grupo de Dança e especializou se em Lyrical Jazz com Érika Novachi. Participou do Congresso de Jazz Dance estudando com professores nacionais e internacionais. Integrou a Cia de Sapateado Christiane Matallo.  Participa há 11 anos do Festival Internacional de Sapateado em São Paulo, onde foi Solista Premiado por 3 anos. Integrou o elenco dos Musicais New York New York e Cantando na Chuva.  Foi Jurado em Festivais. Coreógrafo Premiado e Examinador. Dirigiu e coreografou o espetáculo de Dança “Negros em Jazz”. Atualmente recebe convite para shows, workshops de Lyrical Jazz e Sapateado e leciona aulas particulares de Sapateado Americano e Lyrical Jazz.
Quiercles Santana –  Ator, encenador, dramaturgo, professor de teatro e preparador de elenco.   Formado em Educação Artística com Habilitação em Artes Cênicas pela Universidade Federal de Pernambuco. Integrou o corpo docente de diversos projetos sociais, a exemplo do Projeto Santo Amaro (da Escola Superior de Educação Física/ESEF-UPE), do Projeto ReVersus (da UFPE) e do Programa de Animação Cultural (da Secretaria de Educação da Prefeitura da Cidade do Recife). Dirigiu espetáculos como A Exceção e a Regra, de Bertolt Brecht; O Tempo Que Não é, do Grupo Troia de Taipa; Circo Godot e Le Petit, da Companhia Circo Godot de Teatro; Voragem, do Grupo Magrikory; Baile do Menino Deus, de Ronaldo Correia de Brito; Olhos de Café Quente, do Nútero de Criação; Espera o Outono Alice, do Amaré Grupo de Teatro; e Alguém Pra Fugir Comigo, do Resta 1 Coletivo de Teatro.  Diretor de produtos audiovisuais, a exemplo de Eu Era Feliz e Não Sabia, de Dudu do acordeon e do filme Contos Ruas Casa & Quintais, filme que registra fragmentos de memórias de pessoas idosas, residentes em Recife.
Vitor Philomeno – É opera coach E Um dos principais preparadores vocais e gerentes artísticos do Brasil. solidificou seu nome com enfoque técnico e estilístico com papéis operísticos dos mais variados períodos musicais, trabalhando com profissionais do calibre de Cristina Gallardo-Domâs, Graciela Araya, Martin Muehle, Claudia Riccitelli, Tati Helene, Atalla Ayan, Marcelo Ferreira, Luisa Francesconi, Saulo Javan , Fellipe Oliveira, entre muitos outros. Como pianista correpetidor colaborou para as audições e masterclasses para Graciela Araya, Nancy Fabiola Herrera, Giacomo Aragall, Teresa Berganza, Maria Pia Piscitelli, The King’s Singers e outros artistas de igual renome nacional e internacional em teatros no Brasil e exterior. Supervisionou vocalmente a nova produção de "I vespri siciliani" no Freiburg Stadttheater, com Martin Muehle e Christina Vassileva, além de ser diretor artístico do II Opera Studio do Recife, onde trabalha como preparador vocal fixo desde sua segunda edição, passando depois a trabalhar em conjunto com o Dr. Marcelo Ferreira na Oficina de Canto do Recife. Seu trabalho rende-lhe inúmeros destaques, como a preparação vocal do elenco da estreia brasileira da ópera “Il barbiere di Siviglia” (Paisiello) e concerto com  Graciela Araya na sua primeira interpretação do “Kindertotenlieder” (Mahler), onde interpretaram o “Lamento d’Arianna” (Monteverdi), ambos no Theatro São Pedro - São Paulo; além de concertos e masterclasses realizados no Brasil, Chile e Alemanha. Fundou o Opera Atelier Artists, em 2014, empresa de gerenciamento artístico referência no mercado nacional, colaborando proximamente com diretores de orquestra e cênicos do país inteiro, oferecendo soluções de casting e material artístico/didático para produções; em conjunto com a Violeta Lírica. Produziu a montagem de “Les plaisirs de Versailles” de Marc-Antoine Charpentier; em parceria com a Orquestra Jovem Municipal de Guarulhos, produziu “La voix humaine” (Poulenc), “I Pagliacci” (Leoncavallo) e “MacBeth” (Verdi); e foi o diretor musical da estreia brasileira de “L’incoronazione di Poppea”, de Claudio Monteverdi, no Rio de Janeiro, com direção cênica de Graciela Araya.  Criou o curso “OperActing” ao lado da Dra. Frieda Gebert (EUA), projeto focado em recursos interpretativos vocais e de dicção à construção da personagem, tanto em óperas quanto teatro musical. Compromissos para 2019 incluem a estreia brasileira da ópera “Vanessa”, de Samuel Barber.

Madson de Paula – Ator, cantor, bailarino, graduando do curso de Licenciatura em Dança pela Universidade Federal de Pernambuco(UFPE). Atualmente focado na vivência do teatro musical. Seu trabalho mais recente foi como Tio Fester no musical A Família Addams.  Dentro do teatro, vem aprimorando a técnica expressionista. Frequentando alguns cursos de Teatro Físico, baseado nos conceitos e exercícios de Michael Tcheckov, ministrados por Samuel Santos, com quem trabalhou nos espetáculos Na Floresta a Noite é Mais Escura (2014) e Cordel do Amor Sem Fim (2015). Participou do programa de formação de professores do Aria Social, habilitado a dar aulas de ballet clássico. Bailarino e cantor na Cia Sopro de Zéfiro (Aria Social) participando dos musicais Lagrimas da Lua (2014) e O Nosso Villa - Um Musical Villa Lobos, eleito o melhor espetáculo de dança de São Paulo de 2014.  Professor de Dança e Expressão Corporal em escolas particulares para alunos de educação infantil e fundamental I. Em 2015, ingressou no Grupo Vida participando de montagens de grandes musicais da Broadway. Além de atuar/dançar, também integra a equipe coreográfica do grupo. Levando aos palcos produções como O Rei Leão – 2015, Mamma Mia – 2016, Shrek – 2017, A Família Addams – 2018.

Serviço:
O que: “Oficina de Teatro Musical: Canta, Dança, Sapateia, atua”
Quando: De 11 a 15 de setembro, das 9h às 17h,
Quanto: R$ 600,00, podendo ser parcelado dos cartões de crédito ou via depósito bancário.
Onde: Escola de Dança Carolemos Dançarte, na R. Barão de Contendas, 55 – Aflitos. Informações e inscrições: Isabela Leão - oficinadeteatromusicalcdsa@gmail.com / (81) 98838.2933
Com quem: sapateado, com Marcelo Santos; canto, com Vitor Philomeno; dança, com Madson de Paula; e teatro, com Quiercles Santana.


Comentários

  1. Que Seja Um Grande Sucesso em Recife. Estou Muito Feliz pelo Evento. E vamos Sapatear Muitooo!

    ResponderExcluir
  2. É muito bom ter uma ofinica voltada para esse segmento. Infelizmente há uma escassez de Teatro musical de qualidade no nosso estado. Tenho certeza que está oficina ajudará muitos. Aqueles que estejam interessados, super recomendo!

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Artistas Digitais: Laís Xavier

Bairro da Várzea da exemplo de solidariedade durante a pandemia do Covid-19

Mais de 260 filmes Pernambucanos gratuitos para assistir em casa