Hoje no Centro de Artes da UFPE: Debate Cinema e Formação na Bahia (1968 a 1978)


A apresentação dialoga com o percurso de pesquisa que tem sua culminância na tese “Cinema, circuitos culturais e espaços formativos: novas sociabilidades e ambiência na Bahia (1969-1978)”. Através dela, Izabel de Fátima pretende investigar a triangulação existente entre o Clube de Cinema da Bahia (CCB), Grupo Experimental de Cinema (GEC) e a Jornada de Cinema da Bahia (JCB), como um espaço responsável pela gestação de uma cultura cinematográfica baiana no período destacado, proporcionando a emergência de críticos, diretores, cineclubistas, entre outras modalidades de participação do universo cinematográfico.

A partir de uma vasta e diversa tipologia documental, recompõe grande parte das atividades realizadas, além da participação de Walter da Silveira e, sobretudo, de Guido Araújo, como mediadores culturais que criando uma série de parcerias pessoais e institucionais em diversos estados e países, promoveram uma rede de formação em permanente diálogo tanto na própria Bahia, quanto com outras iniciativas semelhantes em outros estados, inserindo o campo cinematográfico baiano e seus frutos na história do cinema brasileiro.

Izabel de Fátima é Doutora em Meios e Processos Audiovisuais, pela ECA/USP, Izabel possui graduação em História pela Universidade Católica do Salvador e mestrado em História Social do Brasil pela UFBA. É professora da Universidade do Estado da Bahia e autora do livro "Cinema é mais que filme": uma história das Jornadas de Cinema da Bahia (1972-1978), entre outros.

Debate "Cinema e Formação na Bahia"
Local: Departamento de Comunicação da UFPE (sala 22-A)
Data: 30/04/19 Terça-feira
Horário: 14h
Centro de Artes e Comunicação - CAC
Avenida Prof. Moraes Rego, 123. Cidade Universitária

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Artistas Digitais: Laís Xavier

Bairro da Várzea da exemplo de solidariedade durante a pandemia do Covid-19

Mais de 260 filmes Pernambucanos gratuitos para assistir em casa