22ª Feira Japonesa do Recife celebra datas importantes da imigração japonesa no Brasil



Foto Marcel Uyeta

Como todos os anos, a feira ocupará ruas do Bairro do Recife com apresentações da cultura oriental
Será no próximo domingo, dia 25 de novembro, a feira que leva a cultura nipônica ao Bairro do Recife, todos os anos. A 22ª Feira Japonesa do Recife celebra, este ano, os 110 anos da imigração japonesa no Brasil e os 60 anos dessa mesma imigração na cidade de Bonito, Agreste de Pernambuco.
Das 11 às 20h, recifenses e turistas terão a oportunidade de conferir, no palco da feira, atrações culturais japonesas, como a do grupo de música japonesa Kaito Shamidaiko, que virá de São Paulo e promete ser o destaque deste ano. O grupo se apresenta em dois horários (12h e 18h20) com taiko (tambor japonês), shakuhachi (flauta japonesa) e shamisen (instrumento de três cordas).
Outra novidade deste ano é a decoração especial. As ruas do Recife Antigo, onde a feira ocorrerá, rua do Bom Jesus, rua Domingos José Martins, rua Barão Rodrigues Mendes, além da praça do Arsenal da Marinha, serão decoradas com Nobori, coloridas bandeiras verticais, em formato de estandartes, muito usados em festivais e eventos esportivos japoneses.
Foto Marcel Uyeta
A abertura oficial será feita com a quebra do barril de saquê (Kagami Wari), tradicional cachaça japonesa, e contará com a presença do embaixador do Japão no Brasil, Akira Yamada, e do cônsul geral do Japão, Jiro Maruhashi. Antes disso, subirão ao palco o coral infantil do curso de japonês da Associação Cultural Japonesa do Recife- ACJR, que dará início ao evento, seguido do som dos tambores do grupo Ren Taiko Recife, fazendo sua primeira apresentação do dia (a segunda- e última- será às 18h). Também se apresentam as crianças da Escola de Limoeiro, grupos de artes marciais e a Escola de Frevo do Recife, que fechará as apresentações, às 19h, promovendo um intercâmbio cultural. Um desfile de yukata, quimono de verão dos japoneses, promete movimentar o fim de tarde e atrair olhares curiosos sobre a moda oriental. Durante o dia, também haverá um concurso de origami, com resultado previsto para as 17h.
Fora do palco, a Associação de Gô, fará campeonatos de Gô, jogo de tabuleiro popular no Japão. Um grupo de limoeiro realizará a cerimônia do chá, também conhecida como “chanoyo”, em japonês, um passatempo estético do japão caracterizado por servir e beber o “matcha”, chá verde pulverizado.
A rua do Bom Jesus será tomada de barracas que vão expor e vender produtos e serviços da cultura oriental, como objetos de decoração, massagens e gastronomia. Utilitários, koinoboris, quimonos e origamis, gatinhos da sorte, daruma, leques estão entre os serviços que serão comercializados, na ocasião. Exposições e oficinas de arranjos de ikebanas, origamis, temaris e bonsais também poderão ser encontrados no local. Na Praça do Arsenal, barracas de comida vão oferecer pratos típicos como sushi, yakissoba, harumaki, yakitori, okonomiyaki etc. A turma do “Anime e Mangá” se concentrará na Rua Domingos José Martins, com objetos diversos, revistas e exibições, e com desfiles de cosplay e campeonatos de “go".
Divulgação
A Feira Japonesa do Recife já faz parte do calendário turístico do Recife Antigo, recebendo, anualmente, cerca de 40 mil pessoas e atraindo públicos de capitais vizinhas do Recife. A feira é promovida pela Associação Nordestina dos Ex-Bolsistas e Estagiários no Japão- Anbej e pela Associação Cultural Japonesa do Recife- ACJR e conta com o apoio do Consulado do Japão no Recife, da Prefeitura da Cidade do Recife, e da JICA – Japan International Cooperation Agency - no Brasil.

SERVIÇO:
22ª Feira Japonesa do Recife
Local: Rua do Bom Jesus, Recife Antigo
Data: 25 de novembro de 2018 (domingo)/ Horário: 11h às 20h/ Entrada: franca


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Artistas Digitais: Laís Xavier

Giro Literário infantil: 10 eBooks para suas crianças

Frei Caneca estreia entrevistas por meio de lives no Instagram