quinta-feira, 5 de julho de 2018

Sexta-feira (06) é dia de Roda de Samba Autoral de Pernambuco


 Com doze anos de existência, a Roda de samba autoral evidencia-se como o grande reduto do samba pernambucano.

A roda de samba autoral de Pernambuco tem atraído muita gente que gosta das raízes, do samba criado por compositores locais e, assim, nesta sexta-feira, 06, das 19 às 22hs, sambistas se reúnem no Espaço Cultural Bar Mamulengo para animar a noite e também para homenagear um dos fundadores da Roda, Paulo Perdigão.
Os convidados desta sexta-feira são Selma do Samba, Neguinho da Samarina e Manoelzinho da Gigante, além do próprio Paulo Perdigão. Não há couvert artístico.

Selma do Samba está na Roda nesta sexta-feira


"Isso aqui não trata-se apenas de um encontro musical, o que fazemos aqui é política. É um processo de resgate cultural onde o que prevalece são os compositores que geralmente não tem espaço nos grandes meios. Criamos oportunidade para que os compositores de samba pernambucanos mostrem seus trabalhos. Queremos criar oportunidade para a divulgação do samba feito aqui pelos músicos de Pernambuco", assim resume  o cantor e compositor Paulo Perdigão o que são os encontros da mesa de samba autoral. Carioca, Perdigão veio para Recife a cerca de duas décadas e aqui chegando deu continuidade a grande paixão que ele não abdicou nesta sua vinda: o samba.

Neguinho da Samarina também faz a festa do samba desta sexta(06)


Em 2006, Perdigão soma forças com mais alguns compositores para a concretização de uma espécie de trincheira do samba e criam juntamente com nomes como Neguinho da Samarina, Tadeu Júnior, Rui Ribeiro e Dona Selma do Samba o coletivo intitulado de Mesa de Samba Autoral de Pernambuco, evento que hoje agrega novos compositores e mantendo viva a chama da proposta inicial do projeto que é a luta pelo reconhecimento do autor e sua obra. 
Paulo Perdigão, o sambista

A única exigência para fazer parte da roda é ter uma ligação coerente com o ritmo como relata Rui Ribeiro. “É fundamental que os participantes da Mesa tenham uma produção própria de sambas e um pensamento solidário e horizontal”, diz o músico.

Serviço:
Roda de Samba Autoral de Pernambuco
Sexta-feira (06)
19 às 22hs
Espaço Cultural Bar Mamulengo. Praça do Arsenal. Recife Antigo

Nenhum comentário:

Postar um comentário