sexta-feira, 13 de julho de 2018

Segue em Cartaz exposição dos Artistas Aborígenes da Austrália

. Essas obras são intituladas como 'a arte do Isolamento'. Fotografia Emmanuelle Bernard.


A exposição apresenta primeira obras consagradas internacionalmente.

Continua em cartaz na  CAIXA Cultural Recife a exposição O Tempo Dos Sonhos: Arte Aborígene Contemporânea da Austrália, a mais vigorosa, significativa e diversificada coleção de obras de arte dos artistas aborígenes a visitar a América do Sul.

As obras que compõem o acervo são de nomes, como Rover Thomas, Tommy Watson e Emily Kame Kngwarray, que já tiveram os seus trabalhos expostos no MoMA e Metropolitan, de Nova Iorque, Bienais como a de Veneza, São Paulo e Sidney, entre outros eventos de prestígio internacional, como o Documenta, em Kassel, e Art Basel (Miami, Basel e Hong Kong).

As peças na mostra contam com uma linguagem moderna e contemporânea e técnicas diversas, tais como pinturas, esculturas, litografia e bark paintings (pinturas em entrecasca de eucalipto). Compõem o acervo obras da Coo-ee Art Gallery, a galeria mais antiga e respeitada em arte aborígene da Oceania. Peças de coleções privadas e instituições governamentais também atravessaram o oceano exclusivamente para esta exposição. Os trabalhos artísticos representam um período de 45 anos, desde o despertar da comercialização da arte aborígene contemporânea na década de 1970 até o presente.


Além de circular pela América Latina e pelo Brasil pela primeira vez, a exposição também traz o primeiro catálogo publicado em português sobre a arte aborígene.  

Serviço:
Exposição: O Tempo dos Sonhos: Arte Aborígene Contemporânea da Austrália
Local: CAIXA Cultural Recife
Endereço: Avenida Alfredo Lisboa, 505, Bairro do Recife, Recife - PE
Período:  Até 05 de agosto de 2018
Horário: terça-feira a sábado, das 10h às 20h | domingo, das 10h às 17h
Classificação indicativa: Livre
Entrada gratuita

Nenhum comentário:

Postar um comentário