terça-feira, 20 de março de 2018

Grupo Caravana Tapioca apresenta Flor do Lixo em espaços públicos do Recife

 
Flor do Lixo/ Foto: Renata Pires 

Neste mês de março o Grupo Caravana Tapioca realiza uma circulação na Região Metropolitana do Recife, com 10 apresentações do espetáculo Flor do Lixo, sempre em comunidades e parques da RMR. O projeto Circomunidade pretende ocupar os espaços públicos transformando lugares pouco preenchidos por arte, em pontos de cultura e lazer. O espetáculo, aborda a temática da reciclagem com muito riso, poesia e ilusionismo, despertando a criatividade do público para uma nova forma de ver o lixo através do circo. O Projeto tem incentivo do Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura) e acontece entre os dias 20 e 31 de março.


Desde 2009 o Grupo Caravana Tapioca vem realizando apresentações em cidades do interior e zonas periféricas. Com a circulação na região, a dupla pretende fazer do circo um instrumento gerador de encontro e transformação social.  “Flor do Lixo” se passa em um beco onde dois artistas de rua começam seu show, mas têm a apresentação interrompida por um curto-circuito. O espetáculo, que parecia estar perdido, ganha uma nova dimensão quando surgem seres mágicos indicando novas possibilidades com a utilização dos lixos da rua. Assim, os dois artistas excêntricos, sem usar palavras, tocam instrumentos feitos de material reciclado, fazem mágicas com objetos encontrados no lixo e malabarismos com garrafas de plástico.

O público poderá assistir Flor do Lixo em Brasília Teimosa (20), Comunidade do Chié (22), Alto da Sé (24), Parque da Jaqueira (25), Santo Amaro (26), Mangabeira (27), Arruda (28), Peixinhos (29), Coque (30) e Vila do Papelão (31). “Apresentar-se na rua é uma escolha e não falta de opção. É uma decisão baseada na democratização e descentralização da arte, ocupação de espaços públicos e permissão de acesso a todos”, conta Giulia Cooper, a palhaça Nina, que integra o Caravana Tapioca com Anderson Machado, o palhaço Cavaco.

As apresentações são gratuitas, destinadas a todas as idades e ao final, contarão ainda com um bate-papo sobre o tema do espetáculo e do fazer teatral. “A ideia é aproximar o público ainda mais do que estamos fazendo, falando sobre o que é viver de arte, como é montar um espetáculo, ensaiar, pensar em um roteiro e também falar sobre o lixo, sobre o consumo desenfreado. A gente quer estimular as pessoas também a perguntarem o que elas quiserem pra desenvolverem um pensamento crítico”, completa.

Flor do Lixo vai contar também com acessibilidade comunicacional através do recurso de audiodescrição voltado para pessoas com deficiência visual. A audiodescrição é uma técnica que transforma as imagens em palavras através de uma narrativa descritiva do espetáculo – movimentos, figurino, cenário, iluminação e maquiagem - feita em tempo real por uma equipe especializada que estudou o espetáculo previamente. Os espectadores escutam o áudio através de um equipamento de tradução simultânea composto por um fone de ouvido e um receptor. O recurso estará disponível durante as apresentações no Parque da Jaqueira, Arruda e Peixinhos. Os interessados devem chegar com 30 minutos de antecedência. O número de equipamentos é limitado. 

SERVIÇO
Flor do Lixo

20 de março

TERÇA-FEIRA, 15h30
BRASÍLIA TEIMOSA 
Em frente ao Centro da Mulher Metropolitana Julia Santiago

22 de março

QUINTA-FEIRA, 16h 
COMUNIDADE DO CHIÉ
Academia da cidade, em frente a Av. Agamenon Magalhães

24 de março

SÁBADO, 16H 
ALTO DA SÉ
Próximo ao observatório astronômico

25 de março

DOMINGO, 10h 
PARQUE DA JAQUEIRA
(ECONÚCLEO) Rua do futuro, 959

26 de março

SEGUNDA-FEIRA, 16h  
SANTO AMARO
Rua Mario de Albuquerque Cavalcanti, em frente à AACA (espaço entre a Vila dos Casados e Sta. Terezinha)

27 de março

TERÇA-FEIRA, 16h30
MANGABEIRA 
Largo da Rua Maria Gonçalves, 312

28 de março

QUARTA-FEIRA, 16h
ARRUDA
Rua Prof. José dos Anjos, próximo ao Canal do Arruda

29 de março

QUINTA-FEIRA, 16h 
PEIXINHOS
Pracinha da Caixa D’água

30 de março

SEXTA-FEIRA, 17h 
COQUE
Praça Ator Barreto Jr. (ao lado da Escola Costa Porto)


31 de março

SÁBADO, 16h 
VILA DO PAPELÃO (JOANA BEZERRA)
Embaixo do Viaduto Capitão Temudo, entre a Rua Imperial e a Av. Central na Joana Bezerra

Nenhum comentário:

Postar um comentário