terça-feira, 19 de dezembro de 2017

Tradições de Natal do Nordeste desfilam no Cais da Alfândega



Fotos: Wesley D'Almeida/PCR


O Natal já começou no Recife. No final de semana (16 e 17), a programação cultural montada pela Prefeitura do Recife encheu as ruas do Recife Antigo de celebrações populares, como reisados e pastoris, para festejar o nascimento do menino Jesus como só os nordestinos sabem fazer.


As celebrações natalinas no Recife continuam até o dia 25.  Dos próximos dias 21 a 25, o Parque Santana, equipamento da Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer, recebe o espetáculo gratuito Natal para Sempre. O enredo conta a história de uma menina que encontra um livro mágico, de onde escapam para a vida real Pinóquio, Peter Pan, João do Pé de Feijão, o Lobo Mau e muitos outros personagens de histórias infantis clássicas. Juntos, eles compartilham muitas aventuras e coreografias, num animado enredo que já virou tradição do Natal recifense. Gratuito e a céu aberto, o musical tem uma hora de duração, colocando 18 bailarinos em cena. Com patrocínio da TV Jornal e apoio da Prefeitura do Recife, o espetáculo começa sempre às 19h. 


Nos dias 23, 24 e 25, tem mais programação na cidade. Às 20h, o Marco Zero recebe o célebre espetáculo Baile do Menino Deus, tradição que comemora 14 natais este ano. Realizado com apoio da Prefeitura do Recife, a grandiosa celebração à cultura popular nordestina, vista por mais de 70 mil pessoas a cada ano, conta a história do nascimento de Jesus, narrada a partir de figuras da mais remota tradição cultural brasileira. A montagem deste ano traz mudanças no texto, com a inclusão de figuras como Ogum, e nos figurinos, assinados por Marcondes Lima, além de novidades no elenco, na orquestra e nas coreografias.

Abertura - A noite de ontem marcou o início do desfile de tradições natalinas no Recife Antigo. Abrindo a programação, a secretária de Cultura, Leda Alves, o secretário executivo de Cultura Eduardo Vasconcelos, e o presidente da Fundação de Cultura Cidade do Recife, Diego Rocha, entregaram uma placa a José Joaquim Mendes, homenageado do ciclo natalino 2017.  “Mendes é testemunha viva e atuante de que a arte inspira e sustenta”, disse Leda. “Agradeço por mim e por todos os companheiros que lutamos todos os dias pela cultura”, disse Mendes.

Para o público, a festa resgatou a genuína alegria do Natal. “Pastoril me lembra a minha infância. Acho lindo demais. Passamos mais de 20 anos fora da cidade, sentindo saudade da nossa cultura. É uma alegria celebrar o Natal em casa, entre pastoras e dianas”, disse Margarida Gonzaga dos Reis, 65 anos, ao lado da “irmã e alma gêmea”, Luiza Gonzaga.

Atraído pela decoração e pela programação, o fiscal Abdias Ribeiro, 45 anos, levou a família inteira, vizinhos e sobrinhos para o bairro histórico ontem. “Não podemos deixar de prestigiar essa celebração tão bonita à cultura da gente.”

“Nosso Natal é esse: não é neve, nem Papai Noel”, complementou a corretora de imóveis Sueli Carmani, 49. 

Com toda a família, o piauiense Fabrício Veras Fontenele, 40 anos, estava encantado com a beleza da cultura nordestina. “É muito bonito o que vocês têm aqui. O recifense é uma festa em toda época do ano. Minha filha mais nova, de três anos, apaixonou-se pelo pastoril. Não quer parar nem para tirar foto.”

Homenageado - Nascido em Jurema, interior de Pernambuco, Mendes tinha somente 12 anos quando se descobriu vocacionado para a música. Pai de 4 filhos, avô de 17 netos e bisavô de 12 bisnetos, tem o currículo maior até que sua numerosa família. 


Mendes tocou trombone por mais de 10 anos na Filarmônica 19 de Novembro, trabalhou com vários artistas, como Alcymar Monteiro e Trepidant’s, além de ser o fundador da orquestra Mendes e sua Orquestra. Criado em 1990, o grupo que foi seu maior feito musical é formado por metais, percussão, teclado, baixo e guitarra e se dedica a todas as tradições pernambucanas, de frevo às brincadeiras natalinas.



Fotos: Wesley D'Almeida/PCR
Confira a programação:


Dias 21, 22, 23, 24 e 25

Natal para Sempre – 19h, Parque Santana
O musical natalino povoado de personagens das histórias infantis terá cinco apresentações gratuitas e abertas ao público no Parque Santana


Dias 23, 24 e 25

Baile do Menino Deus - 20h, Marco Zero
O espetáculo a céu aberto com 14 anos de tradição conta a história do nascimento de Jesus, narrada por dois pícaros e adornada pelas tradições nordestinas

  
Dia

6 DE JANEIRO

Queima da Lapinha – A partir das 17h, no Pátio de São Pedro

- Pastoril Estrela do Mar
- Pastoril Tia Nininha 3º idade
- Pastoril Giselly Andrade
- Pastoril Estrela Brilhante
- Pastoril Luz do Amanhecer
- Pastoril Estrela Guia do Recife
- Pastoril de Idosos Estrela Dalva
- Pastoril Sonho de Um Adolescente
- Pastoril Infanto Juvenil UR-3 Ibura
- Pastoril Vovó Bibia
- Mendes e sua orquestra

Nenhum comentário:

Postar um comentário