sexta-feira, 21 de julho de 2017

Último fim de semana da exposição Religiosidade e Política na Obra de Renato Valle

Foto: Divulgação
No último fim de semana da Exposição Religiosidade e Política na obra de Renato Valle, o artista, que estará presente no sábado e domingo para conversar com o público, preparou uma novidade: a Finissage. Para marcar o encerramento da exposição, em cartaz na Galeria Janete Costa, equipamento cultural da Prefeitura do Recife, localizada no Parque Dona Lindu, haverá uma performance do cantor Alexandre Baros, intitulada Tradu(i)cão Simultânea.

Entre as 16h e as 19h do sábado (22), Baros irá compor e gravar uma canção dentro da própria exposição. Para realizar a performance, serão montados 5 sets-up com instrumentos musicais em locais estratégicos da galeria e  uma unidade móvel de gravação percorrerá esses nichos para registrar o resultado. Haverá também uma equipe de filmagem captando as imagens de todo o show.

Como a música será gravada dentro do espaço expositivo, entre obras e visitantes, o artista pretende utilizar os sons gerados pela movimentação na galeria para compor a obra. O cantor também provocará o público a participar, gravando trechos da cancção.


Exposição - Desde o dia 31 de maio, a exposição Religiosidade e Política na obra de Renato Valle, que tem curadoria de Valquíria Farias, discute a relação entre arte, religiosidade e política, tema que o artista plástico recifense vem aprofundando em sua produção desde 2002. Estão expostas mais de 30 obras, entre desenhos, objetos e instalações, do acervo do MAMAM e de coleções particulares, distribuídas pelo salão principal e mezanino da galeria. Sua concepção parte, inicialmente, da série de cinco mil desenhos produzida por Renato Valle entre 2003 e 2005, intitulada Diários de Votos e Ex-votos.
O emblemático álbum de gravuras Cristos Anônimos, que ajudou Renato Valle a retomar e, de certa maneira, esgotar o tema da religiosidade, é outro conjunto de obras que norteia a exposição. Composta por nove impressões digitais do mais conhecido símbolo cristão, a série redesenha, reproduz e resignifica a cruz, na visão inquietante do artista. Fazem ainda parte do acervo desenhos em grafite sobre lona, de grandes formatos, além de objetos e instalações de parede, produzidos durante residências artísticas.
A disposição espacial das obras na galeria não é pautada pela cronologia, mas pela relação e identidade que os trabalhos carregam entre si. A expografia e coordenação de montagem é assinada por Diogo Todë. A produção da mostra ficou a cargo de Carol Chaves Madureira.
*Da Assessoria de Comunicação
Serviço:
Exposição Religiosidade e Política na Obra de Renato Valle
Galeria Janete Costa, no Parque Dona Lindu
Visitação até o dia 23 de julho
De quarta a sexta, das 12h às 20h, e sábados e domingos, das 14h às 20h
Performance Tradu(i)cão simultânea com Alexandre Baros- Sábado (22), às 16h
Entrada gratuita
Informações: 3355-9825



Nenhum comentário:

Postar um comentário