sexta-feira, 21 de julho de 2017

Exposição Aurore até o dia 25

Foto: Claire Jean / Divulgação
Para celebrar a Queda da Bastilha e a Revolução Francesa, ocorrida em 14 de julho de 1789, o Consulado Geral da França promove, no Museu de Arte Moderna Aluísio Magalhães (Mamam), o Aurore, encontro de fotografias francesas, com a produção de artistas pernambucanos. Misturando história, diplomacia e arte, o resultado estará exposto no museu, equipamento cultural da Prefeitura do Recife, até o próximo dia 25 de julho.

A exposição, batizada com o nome da rua onde se localiza o Mamam, coloca para dialogar, no idioma universal da arte, obras das fotógrafas Claire Jean e Carolina Arantes, com as exposições atualmente em cartaz no museu, assinadas pelos artistas pernambucanos Wilton de Souza e Daniel Santiago, celebrando o encontro e a cooperação entre culturas e povos brasileiros e franceses.

A exposição de Daniel Santiago é Um Sonho Para Ezra Pound, que traduz a concepção do poeta americano sobre o real numa instalação composta por 20 camas de solteiro, disponíveis inclusive para uma sesta, no térreo do museu. Já a mostra de Wilton de Souza é a Bela Aurora do Recife, um panorama da obra do artista plástico pernambucano, com pinturas, gravuras e esculturas, selecionadas a partir da curadoria de Betânia Corrêa de Araujo, que ocupam o primeiro andar do prédio.

Interagindo com esses acervos, as fotógrafas Claire Jean, francesa radicada no Brasil há mais de três décadas, e Carolina Arantes, que trabalha em Paris há nove anos, expõem suas obras no térreo e no Aquário do museu, revelando seus olhares afetivos de fronteiras há muito tempo dissolvidas entre França e Brasil.

Nos trabalhos que selecionou para a mostra, Claire Jean insere a beleza, a paisagem e o nu em contextos artísticos e antropológicos, propondo a fotografia como cura para o corpo, para a alma e para o planeta, num convite para que os visitantes façam um esforço de contemplação do planeta através das críticas, desejos e angústias.

Carolina Arantes, por sua vez, apresenta o projeto First Generation, um trabalho documental sobre a primeira geração de mulheres afro-francesas, primeiras ramificações familiares dos imigrantes africanos que chegaram à França entre 1975 e 1980.  O projeto tenta entender como elas lidam com a incipiente referência de suas origens, estando imersas numa cultura europeia profundamente ancorada em sua tradição histórica.

*Da Assessoria de Comunicação

Serviço

Exposição Aurore
Quando: Até dia 25 de julho
Onde: MAMAM, Rua da Aurora, 265, Boa Vista
Horário: De terça a sexta, das 12h às 18h. Sábado e domingo, das 13h às 17h

Informações:3355-6871

Nenhum comentário:

Postar um comentário