segunda-feira, 19 de junho de 2017

Começa nesta terça (20) a etapa final da 33ª edição do Concurso de Quadrilhas Juninas do Recife

Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR
Ao todo, 12 quadrilhas se apresentam, de amanhã até quinta (22), no pavilhão do Sítio Trindade, das 20h às 22h40

Desta terça (20) até a próxima quinta-feira (22), o Sítio Trindade recebe a etapa final da 33ª edição do Concurso de Quadrilhas Juninas do Recife, uma realização da Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Cultura e da Fundação de Cultura Cidade do Recife. As doze quadrilhas selecionadas para a final irão colorir o palhoção montado no Sítio Trindade durante três dias, das 20h às 22h40.  

Cada uma das doze finalistas receberá R$ 3 mil pela classificação. Na premiação final, as cinco vencedoras receberão, respectivamente: R$ 13 mil, R$ 9 mil, R$ 7 mil, R$ 6 mil e R$ 5 mil. O resultado final do concurso será divulgado no dia 22, após as apresentações.

Na internet ­- Para mais informações referentes à programação, dias e locais detalhados, serviços, dicas e toda agenda do ciclo junino, acesse o portal da Prefeitura (www.recife.pe.gov.br). Outros canais oficiais para conteúdo junino: Facebook (@SaoJoaodoRecife), Twitter (@SaoJoaodoRecife) e Instagram (@SaoJoaodoRecife). O Twitter da CTTU (@CTTU_Recife) também trará informações e dicas sobre a mobilidade na cidade. O internauta que quiser participar da nossa cobertura, basta usar a hashtag #SaoJoaoRecife.

Escolhidas entre 45 quadrilhas inscritas, as finalistas são:

Mistura de Cor – Formada por jovens de várias comunidades da Região Metropolitana, foi fundada em 1993. O tema deste ano é Conversa de pescador.

Zabumba – De Camaragibe, a quadrilha foi fundada, em 2001, por jovens apaixonados pela cultura nordestina em busca de diversão. Este ano, traz o tema O vendedor de fumaça.

Raízes do Pinho – Começou em 1996 como uma brincadeira de São João entre vizinhos da comunidade do José do Pinho. E foi ficando séria, até resultar na criação do Grupo Cultural Raízes do Pinho, que desfila este ano o tema O São João de Roliúde – Amor é filme.

Zé Matuto – Com o tema O Galope do Recife Assombrado, a quadrilha é de São Lourenço da Mata e foi fundada em 2013.

Junina Traque -  Em seu primeiro ano de apresentações, a quadrilha fundada em Olinda, no último mês de janeiro, estreou no palhoção do Sítio Trindade com o tema A origem nordestina segundo a tradição matuta.

Origem Nordestina – Criada no Morro da Conceição, em 1994, já conquistou vários títulos em concursos juninos. Nordestinos – Reisfugiados no Eldorado é o tema deste ano.

Fogo Caipira Areial – Com 23 anos de muito balancê, a quadrilha fundada na Paraíba se inspirou na obra de Jorge Amado para criar seu enredo deste ano, cujo tema é Gabriela.

Junina Mandacaru – Fundada em 200, em Limoeiro, a quadrilha desfila este ano o colorido tema: As brenhas além dos arco-íris.

Raio de Sol – Criada com o objetivo de animar as festas de São João de uma escola do bairro de Águas Compridas, a quadrilha surgiu em 1996 e, desde então, já ganhou vários prêmios. O tema deste ano é Andanças: Louvação a São João.

Dona Matuta – Formada a partir da reunião de quadrilheiros veteranos, surgiu no bairro de San Martin e apresenta este ano o tema O coração de Patativa.

Junina Lumiar – Fundada em 1994, no bairro do Pina, mobiliza os jovens do bairro para manter as tradições culturais nordestinas vivas e em ebulição. O tema deste ano é O banho de São João.

Junina Evolução – Foi criada em Santo Amaro, em 2008, para oferecer a dança e a arte como perspectiva de vida para os jovens da comunidade. O tema deste ano é Chico vive.

Confira a programação: 
Dia 20

Mistura de Cor - 20h
Zabumba - 20h40
Raízes do Pinho - 21h20
Zé Matuto - 22h

Dia 21
Junina Traque - 20h
Origem Nordestina - 20h40
Fogo Caipira Areial - 21h20
Junina Mandacaru de Limoeiro - 22h

Dia 22
Raio de Sol - 20h
Dona Matuta - 20h40
Junina Lumiar - 21h20
Junina Evolução - 22h

Nenhum comentário:

Postar um comentário