segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Cristina Amaral homenageia Núbia Lafayette no show “Para Núbia, com amor, Cristina”

Cristina Amaral | Foto: Cleodon Coelho
Para celebrar um dos maiores nomes da nossa música, a cantora Cristina Amaral preparou o show “Para Núbia, Com Amor, Cristina”, cuja estreia acontece no “Janeiro de Grandes Espetáculos”. Se estivesse viva, Núbia Lafayette completaria em 2017 80 anos. O repertório da diva da MPB será relembrado na voz e intepretação de Cristina, no dia 21 de janeiro, a partir das 20h, no Teatro de Santa Isabel.

O repertório selecionado para esse espetáculo realça a forte ligação que ela tinha com o Recife, cidade onde realizou seu último show, dentro da programação do Festival da Seresta. “Desde cedo, Núbia já celebrava o amor pela nossa cidade. Capiba, por exemplo, compôs músicas especialmente para ela. Nos últimos anos de vida, a presença dela no Festival da Seresta era das mais esperadas. Por tudo isso, sinto um orgulho enorme de poder passear por esse repertório tão especial”, conta Cristina, que comemora seus 30 anos de carreira.


Com roteiro e direção de Cleodon Coelho, direção musical de Elvis Pires e cheio de participações especiais, o show faz um passeio pela obra dessa grande artista, que influenciou nomes de várias gerações, como a maranhense Alcione e o carioca Elymar Santos. “Preparamos esse show com um carinho enorme. Os contemporâneos de Núbia poderão matar a saudade de seus sucessos. E quem não conheceu sua obra, vai se surpreender com um repertório intenso, de uma cantora que não tinha vergonha de mostrar sua alma. Ela era intensa como poucas. E isso fazia toda a diferença”, conclui Cristina.

Serviço:
Para Núbia, com Amor, Cristina
Participações especiais: A bailarina Lilli Rocha (do Grupo Experimental), o ator e cantor Zé Barbosa e o músico João Henrique Koerig (do Grupo Quarteto Linha, de Natal)
Sábado, 21 de janeiro, 20h
Teatro de Santa Isabel
R$ 40,00 (inteira) / R$ 20,00 (meia entrada)
Informações: 98581.2464 / 3355.3323

Sobre Cristina Amaral:
Pernambucana da cidade de Sertânia, começou suas atividades artísticas ainda criança quando fez parte de um grupo jovem e cantava em templos da Igreja Católica, foi convidada a participar da Orquestra Marajoara como vocalista, depois ingressou no Grupo Os Tropicais onde dividiu o palco com Flávio José. Em 1990 sua carreira solo começava, participa e vence o Festival Recifrevo, em 1991 participa do Festival Canta Nordeste da Rede Globo de Televisão, conseguindo a segunda colocação além de ser premiada como melhor Intérprete com a música "Cidade Grande" do poeta Petrúcio Amorim.

Cristina participou dos CDs Recifrevoé I e II, com artistas como Chico Buarque de Holanda, Alceu Valença, Maria Bethânia, Paulinho da Viola, Geraldo Azevedo e Lenine. Participou também do CD Forró Brasil, com Gilberto Gil, Dominguinhos, Elba Ramalho, Alceu Valença e outros. Representou Pernambuco por várias vezes, sempre cantando ritmos regionais viajando em turnês internacionais pela Europa, mais precisamente, Holanda, Projeto Boi Voador, (Caravana do Frevo no Teatro Paradiso) Áustria, Palácio de Versalhes de Viena, Suíça, Portugal e França, juntamente com Alceu Valença, Antúlio Madureira, André Rio e Elba Ramalho. Participou do Festival de Montreux por duas vezes, em 1998 teve uma música sua inserida no CD "Montreux Jazz Festival".

Em 2009 gravou o seu primeiro DVD, intitulado "A vida é um Circo". Em 2014 estreou o projeto “Eu canto Angela Maria”. “Minha voz, minha vida” é o 2º DVD e 14º trabalho da carreira da Cristina Amaral, que comemora 30 anos de música. Nesse show, a artista mostra suas influências musicais e faz uma releitura de seus grandes sucessos, como “Eu sou o forró”, “Cidade Grande”, “Arisca” e muitos outros. Ao longo de sua carreira, Cristina Amaral vendeu mais de 60 mil discos e contabiliza vários sucessos nos 32 anos dedicados à música.


Nenhum comentário:

Postar um comentário