quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Jornalista Manuella Antunes fala dos dilemas de uma jovem adulta no livro O Diário que Minha Mãe Não Leu

A autora autografa o livro hoje a noite. Foto: Divulgação
Sessão de autógrafos será hoje (23), às 20h, no Orgânico 22, no bairro das Graças.

Um livro que retrata os 20 e poucos anos de uma jovem mulher moderna. Isto define a publicação despretensiosa que a jornalista Manuella Antunes lança na quarta-feira (23), às 20h, no Orgânico 22. O livro O Diário que Minha Mãe Não Leu, da Editora Bagaço, tem capa e ilustrações de Raoni Assis e reúne 26 crônicas curtas que navegam pelos questionamentos, erros, acertos, desilusões, dúvidas e devaneios de uma jovem adulta.
Com apresentação do jornalista, crítico de música e cronista José Teles, a obra segue o forma de um diário compartilhado e tom confessional. Nele, a autora narra muitas de suas próprias experiências, tornando o leitor cúmplice da autora. A aproximação é direta, já que muitos desses sentimentos fazem parte da vida das pessoas. “É a vitrine dos meus questionamentos. São pensamentos traduzidos com a pretensão de descrever sensações em frases compreensíveis” afirma a autora.

O título do livro foi retirado de uma das crônicas. No texto O Diário que a Minha Mãe Não Leu, a autora relata o dia em que sua mãe folheou o seu diário. “Meu pai sempre foi ruim em temas constrangedores. Essa era tarefa de mainha. Não menos enfurecida, ela estava me esperando. Sabia tudo. Timtim por timtim”.

Em outro texto, os sentimentos que envolveram o seu divórcio, com apenas 27 anos, afloram. “Não lembro quantas horas dura o fim de 10 anos, mas recordo cada detalhe daquele medo todo. Eu não sei se você aí já se sentiu nu diante do desconhecido”. Já na crônica “Lá onde eu Moro”, Manuella discorre os detalhes do apartamento onde nasceu e viveu com a família. “No quarto onde eu durmo, já fui menina. Já saí, já voltei, já estive sem estar, já senti dor, já viajei o mundo, já não senti nada, já senti muito”. O livro tem projeto gráfico da TumTum Design e fotografia de Flora Pimentel.

Manuella Antunes – À beira dos 30 anos – como ela mesma escreveu na contracapa do livro – a autora é formada em jornalismo e pós-graduada em comunicação empresarial. Atuou como repórter do Jornal do Commercio e como produtora da TV Jornal. Atualmente, é produtora de reportagem da TV Globo Nordeste.

Serviço:
Lançamento do livro Diário que Minha Mãe Não Leu (Editora Bagaço)
Autora: Manuella Antunes
Quarta-feira, 23 de novembro, às 20h
Orgânico 22 – Rua 12 de Outubro, 15, Graças, Recife- PE

Valor do Livro: R$ 30

*com informações da assessoria de imprensa

Nenhum comentário:

Postar um comentário