Urbanidade é matéria-prima da artista Dulce Araujo em exposição no Bogart Café

Em “Regard Urbain”, personagens e paisagens do metro Parisiense são o foco das graphiephotos da artista, que é uma das pioneiras na arte digital em Pernambuco

A artista digital franco-brasileira Dulce Araujo volta a expor no Recife com a mostra “Regard Urbain”, no Bogart Café, em Santo Amaro, com abertura nesta terça-feira (25/10). Nesta exposição, a artista, considerada uma das pioneiras na arte digital em Pernambuco, apresenta seus trabalhos que integram a série “Autour de la Ville”, em que suas graphiephotos revelam aspectos diferentes das paisagens urbanas. Desta vez, os personagens e as paisagens do metrô de Paris, cidade onde a artista mora há mais de 40 anos, são a principal matéria-prima das obras. No primeiro dia da exposição, a partir das 18h, serão exibidos quatro títulos de videoarte da artista. A mostra ficará em cartaz até o próximo dia 25 de novembro e a entrada é gratuita.

A artista, que também é fotógrafa, intitula o formato de trabalho que estará na exposição de graphiephotos. “O resultado é uma união de artes visuais e digitais (graphie) à fotografia (photo). Há vários anos venho fazendo um trabalho sobre o lado urbano, não como fotojornalismo, mas com uma visão mais gráfica da cidade. Pictórica. O elemento banal transforma-se em arte”, explica Dulce. 

As pessoas presentes numa graphiephoto nunca se encontraram e não estavam na mesma hora, no mesmo dia, nem na mesma estação de metrô. São parcelas íntimas e de solidão”, revela. Assim, o público poderá conferir na mostra as diversas visões de Dulce através de portas e janelas envidraçadas, de quando os vagões chegam e saem das estações do metrô parisiense. 

Nas obras, utilizo entre mim e a personagem e a paisagem fotografadas um elemento integrante do meio de transporte utilizado. As janelas com suas sujeiras, riscos e reflexos que a urbanidade nos deixa como herança do cotidiano estão presentes. Procuro captar também a nitidez e a não nitidez. Como dizemos em francês, o ‘le net et le flou’”, conta a artista. 

A exposição “Regard Urbain”, de Dulce Araujo, tem produção da produtora cultural Dulce Reis e montagem dos designers Walton Ribeiro e Priscila Moreira. A mostra ainda conta com o apoio do Grão Coletivo e do Bogart Café. 

Sobre a artista – Dulce Araujo nasceu no Recife, onde se formou na então Escola de Belas Artes. Após vários anos morando em Paris, tornou-se cidadã francesa. Na capital da França e também no Canadá, atuou como fotógrafa freelancer para a imprensa. Desde 1990, trabalha com arte digital, tendo o computador como suporte.
As obras e fotografias de Dulce já foram expostas em mais de 10 países, como França, Estados Unidos, China e Portugal, entre exposições individuais e coletivas. No Brasil, suas obras já foram expostas nas feiras especializadas em arte contemporânea SP-Arte (São Paulo) e Artigo Rio (Rio de Janeiro), entre outros locais. Durante um período de 10 anos, Dulce Araujo integrou o quadro de artistas da Dumaresq Galeria de Arte, onde realizou varias exposições individuais e coletivas. Ainda no Recife, a artista também expôs na galeria Massangana – da Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj). Como fotógrafa, a artista participou diversas exposições, com destaque para a mostra coletiva “Brésil des brésiliens”, no Centre Georges Pompidou, em Paris. 

Serviço:
Regard Urbain”, por Dulce Araujo
Abertura: 25 de outubro (terça-feira), às 18h
Visitação: até 25 de novembro (sexta-feira) de 2016
Dias e horários de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 9h às 21h
Local: Bogart Café
Endereço: Rua Afonso Pena, 96 – Santo Amaro – Recife
Entrada: gratuita
Site: 
www.dulcearaujo.com.br
Informações: (81) 98853-3083


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DORITOS® Rainbow e Rede Filantropia promovem webinar GRATUITO sobre os principais impactos da COVID-19 nos aspectos legais e na captação de recursos das organizações do Terceiro Setor

Prefeitura do Recife anuncia autorização para eventos no modo drive-in na Capital pernambucana

José Mário Austregésilo vai falar sobre o Rei do Baião no Outras Palavras desta segunda-feira, 29