quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Show Diáspora pelo Mundo, com as artistas internacionais Anaïs Maviel e Isis Giraldo se apresentam em Olinda e no Recife

Anaïs Maviel e Isis Giraldo, show internacional em Olinda e Recife

Circulando pela América Latina, Anaïs Maviel e Isis Giraldo aterrissam em Olinda e Recife com o show Diáspora nos próximos dias 14 e 15 de dezembro para apresentações no Casbah e O Mundo Lá de Casa. Antes dessa passagem por Sampa, a dupla se apresentou em Fortaleza e, aqui no Nordeste, ainda circulam por Salvador e Aracajú. Finalizando a turnê no Rio de Janeiro. Os ingressos para as apresentações em terras pernambucanas serão adquiridos nos locais pouco antes dos shows. No Casbah Olinda, o show começa às 20h e no Mundo Lá de Casa, às 19. 

Isis Giraldo é compositora e cantora. Sua identidade colombo-canadense se reflete ao fazer uma música que se nutre da tradição do jazz, da música coral, hip-hop e da cumbia, enquanto combina ricas texturas eletrônicas usando sintetizadores e a sua voz como instrumento. Isis se interessa pelo uso harmonias e tradições culturais cruzadas para criar algo novo e cheio de exploração. Lançou três discos como líder com diferentes projetos, e já tocou extensivamente pelas Américas do Norte e do Sul, tanto como líder como em colaboração. (Medellín Festival de Jazz, Festival de Jazz de Toronto, Festival de Jazz de Montreal para nomear alguns). Como compositora, realizou vários trabalhos comissionados, sendo o mais recente das Les Voix ferrées e L'Orchestre National du Jazz, com base em Montreal. 


Anaïs e Isis fazem Diáspora do Mundo

Anaïs Maviel é cantora, multi instrumentista, compositora, professora e curandeira. Seu trabalho recente está focado na função da música e na forma como ela é entendida nas sociedades tradicionais como algo essencial para o encontro de ideias em comum e relações. Inspirada pelo trabalho de Edouard Glissant e suas reflexões sobre a creolização, Anaïs associou seu trabalho com o presente complexo que move espaços e pessoas, entre o tempo e a terra. O contexto contemporâneo sobre a reformulação do ser, a realidade e as estruturas sociais a levaram a questionar o conceito da linguagem e a explorar sua essência na música. Envolvida no cruzamento dos meios - música, artes visuais, dança, teatro e arte de performance -, ela se converteu em uma força criativa preciosa para artistas como Williams Parker, Steffani Jemison, Wally Cardona, Larkin Grimm, Cooper-Moore, Jawole Zollar, entre outros. Como criadora, está dedicada a criações substanciais como solista e também de direção musical para grandes ensembles. Seu caminho a levou a compartilhar sua música em Nova York e outras partes da América do Norte, Europa e Haiti. Sua estreia como solista ‘hOULe’, pela Gold Bolus Recordings, recebeu reconhecimento internacional.  

Duas poderosas artistas internacionais estão colaborando para fazer uma turnê pela América do Sul. Elas encontraram uma conexão em seu trabalho independente, com sua experiência compartilhada da interculturalidade que supera categorias estéticas. A música de ambas trata a voz como instrumento e como comunicação que vai além das palavras, de uma forma única ampliando as tradições musicais da diáspora africana ou as texturas rítmicas e harmônicas provenientes do Jazz.
As composições destas duas artistas são um exemplo de expressão inovadora e prática de empoderamento quanto à sua forma artística. É assim que oferecem dois conjuntos distintos de música original, enraizada nas tradições ancestrais de nasceram da creolização do Sul e da América do Norte (jazz, cumbia, ritmos afro-haitianos), mas apontando para expressões cyborg da música de vanguarda e a arte das interpretações hip-hop, experimental e da música eletrônica, com técnicas vocais estendidas.

Serviço:
Show Diáspora do Mundo

Dia 14 no Casbah, às 20hs
Rua Vinte E Sete de Janeiro Nº 7Olinda, Pernambuco.
 e
Dia 15  no  O Mundo Lá de Casa, às 19hs
Rua Visconde de Mamanguape, Encruzilhada, RecifePernambuco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário